CARREGANDO...
Visite nosso site

Avaliação Institucional - CPA

Mais informações

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (CPA)

A CPA é um Órgão Colegiado, autônomo aos Conselhos Superiores e demais Órgãos Colegiados da Instituição, vinculado, administrativamente, à Reitoria, conforme previsto no Regimento Interno da Comissão.

A avaliação institucional nas diferentes etapas que englobam esse processo, a saber - Diagnóstico e Auto-Conhecimento, Confronto, Reavaliação e Meta-Avaliação, visa à abertura de um itinerário político e pedagógico instalado no presente, com vistas ao futuro, construindo uma cultura de avaliação institucional permanente, constituindo-se em um mecanismo que permitirá ampliar o diálogo, fortalecendo potencialidades e reduzindo fragilidades, em benefício do crescimento institucional.

O processo de Autoavaliação Institucional do UniAcademia teve início em 2002, visando colocar em movimento um conjunto articulado de estudos, análises, reflexões e juízos de valor que tivessem alguma força de transformação na qualidade institucional, por meio da melhoria do ensino e das relações psicossociais. Tal conjunto de informações permitiu a análise dos possíveis marcos de identificação com os ideais almejados.

A partir da Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), a Comissão Própria de Avaliação – CPA do Centro Universitário Academia definiu três etapas para alcançar o objetivo proposto: (a) diagnóstico e auto-conhecimento; (b) confronto; (c) reavaliação e meta-avaliação, com abordagem plurimetodológica, em atendimento aos componentes essenciais almejados.

A etapa DIAGNÓSTICO E AUTOCONHECIMENTO compreendeu uma pesquisa descritiva, do tipo levantamento de dados como um referencial orientador dos estudos posteriores, constituindo uma “plataforma” de discussão e análise do objetivo proposto. (Relatório de Avaliação Institucional Interna: Banco Central de Dados/2004)

A etapa CONFRONTO pretendeu envolver, positivamente, os diversos segmentos no desenvolvimento das atividades avaliativas. Foram previstas formas de articulação das equipes com o intuito de manter os elos de integração entre os diversos segmentos da instituição. Valendo-se de análise documental, pesquisas de opinião, encontros de sensibilização, grupos focais e relatórios, buscou-se uma organização coerente dos dados.

A etapa REAVALIAÇÃO OU META-AVALIAÇÃO constitui-se em uma etapa de “avaliação da avaliação”. Pretende essa etapa não só instaurar um outro olhar, um olhar do outro, de estranhamento sobre a realidade vivida e tematizada, mas também consolidar as metas a serem cumpridas pela IES. É um momento de síntese, que retoma, criticamente, os principais aspectos vividos e que identifica as divergências e convergências relativas à auto avaliação e ao diagnóstico. Visa, assim, à abertura de um itinerário político e pedagógico que deverá instaurar-se no presente, com vistas ao futuro, como cultura de avaliação a guiar o UniAcademia, tornando mais consistente sua vocação para a qualidade.

Todas as etapas foram balizadas pelas dez dimensões institucionais definidas pelo SINAES, a saber:

- A Missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional;

- As Políticas para o Ensino, a Pesquisa, a Pós-graduação, a Extensão e as respectivas normas de operacionalização;

- A Responsabilidade Social na Instituição;

- A Comunicação com a sociedade;

- As Políticas de pessoal, de carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo;

- A Organização, gestão e significado social;

- A Infraestrutura física;

- O Planejamento e a avaliação;

- As Políticas de atendimento a estudantes e egressos;

- A Sustentabilidade financeira tendo em vista o significado social.

A Comissão Própria de Avaliação deverá ter o apoio institucional necessário para a realização plena do processo de autoavaliação do UniAcademia, bem como da avaliação externa, quando necessário.

Compete à Comissão Própria de Avaliação, observada a legislação pertinente:

I - conduzir os processos de avaliação interna;

II - sistematizar e prestar informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), no âmbito do Sistema Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Superior (SINAES), no prazo previsto;

III - elaborar e analisar relatórios e pareceres e encaminhar às instâncias competentes;

IV - desenvolver estudos e análises visando ao fornecimento de subsídios para a fixação, aperfeiçoamento e modificação da política de avaliação institucional;

V - propor projetos, programas e ações que proporcionem a melhoria do processo avaliativo institucional;

VI - coletar, processar, analisar e interpretar informações para subsidiar a IES no uso efetivo dos resultados para superação das dificuldades e aprimoramento institucional;

VII - participar dos Conselhos Superiores e Órgãos Colegiados da IES, quando convidada;

VIII - implementar as atividades necessárias à sensibilização da comunidade para a importância da avaliação institucional e sua integração com a missão do UniAcademia;

IX - assessorar cursos e áreas nos procedimentos de avaliação externa;

X - delegar competências, indicando prazos para o cumprimento de objetivos estabelecidos para cada ação ou atividade, colaborando com os procedimentos de autoavaliação de cursos e áreas, conforme as diretrizes da CONAES;

XI - elaborar e modificar seu Regimento Interno, conforme as tendências da legislação vigente, propondo as alterações ao Reitor;

XII - dar ampla divulgação de todas as suas atividades, prestando contas, ao final de cada etapa de autoavaliação, à Reitoria, mediante a apresentação de relatórios, pareceres e recomendações e, após aprovação, a toda comunidade acadêmica e técnico-administrativa;

XIII - participar de atividades relativas a eventos promovidos pela CONAES, sempre que solicitada;

XIV - elaborar os projetos e os relatórios de autoavaliação institucional, submetendo-os à ciência da Administração Superior da Instituição, para posterior encaminhamento à Comissão Nacional de Avaliação do Ensino Superior (CONAES), respeitado os prazos legais definidos pelo INEP/SINAES/CONAES.

Os Projetos e os Relatórios de autoavaliação institucional, conduzidos conforme a legislação vigente, atendem a requisitos éticos, dentre os quais transparência, a importância do desenvolvimento dos recursos humanos da instituição e a inequívoca experiência profissional dos avaliadores.

Na promoção da autoavaliação do UniAcademia, a Comissão Própria de Avaliação deverá observar as diretrizes definidas pela CONAES, utilizando procedimentos e instrumentos diversificados, respeitando as especificidades de cada atividade, cabendo-lhe assegurar:

I - a análise global e integrada das dimensões, estruturas, relações, compromisso social, atividades, finalidades e responsabilidades sociais de seus órgãos;

II - o caráter público de todos os procedimentos, dados e resultados dos processos avaliativos;

III - o respeito à identidade e à diversidade de seus órgãos;

IV - a participação do corpo discente, docente, técnico-administrativo do UniAcademia e da sociedade civil organizada, por meio de suas representações.

A Comissão Própria de Avaliação (CPA-UniAcademia), em consonância com as diretrizes e instrumentos de avaliação definidos pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, tem por responsabilidade manter a dinâmica do processo de autoavaliação institucional, como forma de subsidiar a Administração Superior com um conjunto articulado de estudos, análises, reflexões e juízos de valor, que facilitem as tomadas de decisão em prol do crescimento institucional, visando à melhoria da qualidade do ensino, da pesquisa, da extensão e das relações psicossociais.

Avaliar o desempenho dos segmentos acadêmico (coordenadores, docentes e discentes) e técnico-administrativo, identificando potencialidades e fragilidades e, apontando sugestões que possam contribuir com a melhoria da qualidade do ensino no UniAcademia.

Avaliar o UniAcademia como um todo, tendo por referência os parâmetros normativos (dimensões da etapa “Confronto”) de avaliação institucional definidos pelo SINAES, que englobam, entre outros, Missão, Visão e Valores, Plano de Desenvolvimento Institucional e Projeto Político-Pedagógico.

Considerando a adequação da composição da CPA-UniAcademia ao Regimento Interno aprovado pelo CONSUN e pela Reitoria do UniAcademia, que entrou em vigor em julho de 2009, e observando as determinações do SINAES, a CPA-UniAcademia tem representantes dos segmentos:

- Direção Geral

- Coordenação de Graduação

- Docente

- Discente

- Técnico-administrativo

- Sociedade Civil Organizada

presença mundial

Uma instituição global e centenária

“Grabbing the consumer’s attention isn’t enough 🤑You have to keep that attention for at least a few seconds.”
Adrian Park
Ex-aluno, USA
“Writing result-oriented ad copy is difficult, as it must appeal to, entice, and convince consumers.”
Blake Padilla
Aluno, Brasil
Passe o mouse
"Businesses often become known today through effective marketing. "
Calvin Sparks
Religioso, Egito
“A successful marketing plan 😍 relies heavily on the pulling-power of advertising copy,”
Anastasia Volkova
Designer, Russia
“To feel compelled by an ad, the consumer must stand to gain something.”
Emily Lawson
Missionária, Japão
“You’ll need a super catchy headline and simple design 👍”
Joshua Marshall
Colaborador, Australia
500+
Obras sociais
7.000+
Colaboradores
50+
Instituições de Ensino
20.000+
Alunos
Somos parte da Rede Verbita de Educação
Congregação do Verbo Divino