Visite nosso site
Mercado

8 estratégias para conquistar a recolocação profissional

No items found.
Mercado

8 estratégias para conquistar a recolocação profissional

Segundo os últimos dados sobre recolocação profissional, o tempo médio de desemprego no Brasil é de 14 meses. Para quem busca recolocação profissional e adota as estratégias certas para voltar ao mercado, no entanto, essa duração pode ser reduzida. Independentemente de ter sido demitido ou de ter pedido demissão, o importante é não ficar parado e ir em busca de um bom emprego. Para isso, é necessário saber se planejar corretamente.

Pensando nisso, elencamos alguns tópicos explicativos sobre o tema para que você entenda esse processo e consiga as melhores vagas na sua área. Continue acompanhando este artigo e veja 9 dicas para entrar novamente no mercado!

Quando vale a pena buscar recolocação profissional?

A recolocação profissional é o processo pelo qual um indivíduo age para conseguir uma nova oportunidade no mercado de trabalho. Para tanto, uma série de estratégias podem ser adotadas, como veremos melhor adiante.

A importância desse processo é, justamente, direcionar o trabalhador para os seus objetivos, a partir da gestão da própria carreira. A avaliação sobre a necessidade de buscar recolocação, entretanto, cabe a cada um.

São vários os motivos pelos quais o profissional pode procurar uma nova função. Por exemplo, desemprego, insatisfação com o atual cargo, busca de ascensão profissional, mudança de carreira ou de área, entre outros.

Como conquistar a recolocação profissional?

Confira agora 8 estratégias para conseguir uma nova oportunidade no mercado!

1. Definir um objetivo

Assim como qualquer mudança de rumo na vida, é preciso ter um norte para voltar ao mercado de trabalho. Nesse sentido, ter em mente objetivos claros é fundamental para planejar a sua recolocação profissional.

Sendo assim, aproveite esse momento para refletir sobre a sua carreira até agora, bem como suas conquistas e experiências. Em seguida, investigue o que você quer para o seu futuro, traçando metas precisas e alcançáveis. Isso auxiliará em todas as etapas posteriores e direcionará as suas estratégias conforme o seu propósito.

2. Organizar as finanças

Se você está desempregado, sabe que a falta de um trabalho impacta diretamente na vida financeira. Afinal, a segurança de ter o mesmo salário todo mês é perdida. No entanto, isso não significa que você estará em apuros, basta saber organizar as suas finanças. Quando não se tem um trabalho, é importante conter os gastos e evitar a aquisição de novos débitos e compras.

Afinal, esse não é o momento adequado para acumular boletos, mas sim para eliminá-los na medida do possível. Dessa forma, é importante cortar gastos supérfluos que foram adquiridos com o hábito de receber a mesma remuneração mensalmente. Saiba se adaptar para não correr o risco de ficar enrolado financeiramente.

3. Atualizar o currículo

Manter-se atualizado é fundamental para que o mercado veja você como um profissional ativo e atento às tendências. E, nesse sentido, a busca pela recolocação profissional tem um documento fundamental: o currículo. Se o seu está desatualizado, saiba que agora é a hora de incrementá-lo com as suas experiências e os cursos realizados ao longo dos anos.

Nesse sentido, uma boa dica é fazer um currículo para cada candidatura. Nem sempre todas as suas informações serão relevantes para todas as vagas. Sendo assim, o ideal é personalizar esse documento de acordo com o cargo e/ou a empresa.

Lembre-se de que não é indicado elaborar currículos muito extensos, com mais de duas páginas. Você já pensou no trabalho que o setor de RH teria se fosse necessário analisar arquivos enormes de cada candidato?

Isso prejudicaria o trabalho e o tornaria mais lento. Por isso, seja sucinto e tenha um currículo eficiente, apenas com dados relevantes. Do mesmo modo, na medida do possível, procure novos cursos e eventos de atualização.

4. Fazer networking

Ao longo da sua trajetória profissional, certamente você lidou com colegas de trabalho, chefes e profissionais da mesma área, não é mesmo? Dessa forma, você teve acesso a todos os meios para começar a construir uma rede de contatos.

Na busca pela recolocação no mercado de trabalho, essas pessoas podem ser acionadas para indicar vagas nas empresas em que atuam, por exemplo. Caso a sua rede de relacionamentos não esteja tão aprimorada, saiba que ainda é possível mudar.

Para isso, frequente cursos, palestras e seminários da sua área, com o objetivo de conhecer novos profissionais e expor os seus interesses. Nunca se sabe em qual evento você vai conhecer aquela pessoa que pode auxiliar na conquista de um novo cargo.

5. Desenvolver habilidades socioemocionais

Sem dúvidas, cultivar habilidades profissionais e técnicas dentro da sua área de atuação é fundamental para conseguir boas oportunidades. Por outro lado, cada vez mais o mercado valoriza competências comportamentais e socioemocionais.

Afinal, isso influencia diretamente no bom desempenho do funcionário. Basta pensar nos trabalhos em equipe, na liderança que muitos cargos exigem e na comunicação interpessoal no ambiente de trabalho.

Por outro lado, as habilidades socioemocionais também são importantes para manter a confiança na sua recolocação no mercado. A baixa autoestima e a insegurança, por exemplo, podem te afastar do seu objetivo maior.

6. Realizar o cadastro em sites de empregos

Dificilmente a vaga dos seus sonhos vai cair do céu. Logo, você precisa ir atrás dela com todas as ferramentas que tiver à disposição, como as plataformas na internet que disponibilizam diversas opções de empregos.

Também existem sites que são especializados nisso, onde você pode fazer o cadastro e personalizá-lo conforme os seus objetivos profissionais. Além disso, use as redes sociais a seu favor, como grupos de Facebook voltados para a sua área de atuação e o LinkedIn, que promove constantemente vagas de empregos. Uma delas pode ser exatamente a que você busca.

7. Preparar-se para as entrevistas

Vamos imaginar que você mandou o seu currículo para aquela vaga incrível e foi chamado para uma entrevista. O que fazer agora? Esperar o dia chegar de braços cruzados? Nada disso! Você não quer perder a vaga por puro despreparo durante a entrevista, não é mesmo? Por isso, é importante reservar um tempo para trabalhar em cima dela.

O primeiro passo é estudar sobre a empresa e o cargo disponível, para que você possa elaborar possíveis questionamentos ao recrutador e, com isso, demonstrar interesse na organização. Além disso, vale lembrar que existem perguntas clichês, mas frequentemente utilizadas durante as entrevistas, como:

  • "Por que você saiu do seu último emprego?"
  • "O que espera dessa vaga e da empresa?"
  • "Como você pode contribuir para a empresa?"
  • "Quais são seus pontos fortes e fracos?"

Esteja preparado para responder a essas perguntas, mas saiba que não há maneiras de prever exatamente como o recrutador vai agir durante a entrevista. Enquanto existem conversas que são muito formais, outras são bastante descontraídas. Por isso, é importante que você saiba agir com naturalidade em ambas as situações. Enquanto isso, pratique o marketing pessoal, criando a sua marca e sendo defensor dela. Atue para trazer visibilidade ao seu trabalho e se tornar referência profissional.

8. Fazer uma pós-graduação ou segunda graduação

Como o mercado de trabalho é competitivo e cheio de concorrentes qualificados, é necessário estar à altura dos demais. E isso significa não ser deixado para trás por falta de conhecimento. Como se sabe, investir na educação nunca é demais, então vale a pena escolher uma pós-graduação para garantir a sua recolocação profissional.

Essa especialização vai fazer com que você tenha mais segurança para buscar oportunidades, além de fornecer mais credibilidade ao seu currículo. Imagine que você esteja concorrendo com um profissional que tenha experiências e características bem semelhantes às suas, mas ele apresente uma pós e você não.

Certamente, na briga por uma vaga, ele sairá ganhando. Isso acontece porque um nível de formação maior atesta conhecimentos específicos, que é um fator bastante valorizado pelas empresas. Além disso, fazer uma pós ainda garante outras vantagens, como a ampliação do networking e dos horizontes profissionais. Se você deseja mudar de carreira ou ter um saber mais vasto sobre a sua área, relacionando-a com outras, uma boa opção é fazer uma segunda graduação.

Por meio de outra formação acadêmica o seu currículo fica ainda mais competitivo, já que conta com duas graduações. Você também se torna multifuncional e apresenta mais maturidade, características desejadas pelos recrutadores.

Quanto tempo pode levar para conseguir uma recolocação?

Como visto inicialmente, a média de tempo que um profissional leva para conseguir um emprego no Brasil é de 14 meses. Por outro lado, é difícil estimar com exatidão o período que pode levar para você voltar ao mercado. Afinal, o tempo varia de acordo com os seus objetivos, a razão pela qual você busca recolocação, a área na qual deseja ingressar entre outros fatores.

Por exemplo, apesar da estatística, se você busca vagas para as quais há alta demanda ou falta de profissionais qualificados, a reinserção pode ser imediata. Por outro lado, funções com grande número de profissionais ativos podem levar mais tempo para serem conquistadas, tendo em vista a alta competitividade. Nesse sentido, adotar as estratégias acima elencadas é fundamental para conseguir uma boa oportunidade no menor tempo possível.

Conseguir uma nova oportunidade no mercado de trabalho é sonho de inúmeros profissionais. Independentemente do motivo, entretanto, muitos acabam desanimando devido ao tempo de espera. É importante lembrar, nesse sentido, que os resultados dependerão de como você guia esse processo de recolocação profissional. Planejando esse processo e investindo na sua experiência profissional, por exemplo, é possível reduzir o tempo e conseguir vaga alinhada às suas expectativas.

E então? Gostou do conteúdo? Agora que você já sabe como conquistar a recolocação profissional, entre em contato com a nossa equipe e descubra como o UniAcademia pode te auxiliar nessa jornada!

Deixe seu e-mail e receba gratuitamente nossos conteúdos sobre ensino superior, carreira e muito mais.

Obrigado! Cadastro realizado!
Algum erro aconteceu. Tente de novo!
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.