Visite nosso site
CARREGANDO...
pensamento-empreendedor
No items found.

Ter um negócio próprio é o desejo de muitos trabalhadores. As altas taxas de desemprego são um combustível para quem não consegue a inserção no mercado formal se aventurar como empreendedor no mundo corporativo.

O terreno do empreendedorismo é rico. Com o planejamento adequado e estudo, é realmente uma ótima alternativa. Porém, mais do que a vontade de realizar esse sonho, é preciso desenvolver o pensamento empreendedor.

Excelentes negócios encerram as atividades todos os dias. Se você tem a intenção de empreender, atente para não cometer erros que levem ao fechamento da sua empresa. Confira as dicas sobre o pensamento empreendedor e coloque em ação os seus planos!

O que significa empreender?

Não se deixe levar apenas por frases motivacionais e clichês. As histórias de sucesso profissional estampadas nas redes sociais não foram erguidas apenas em cima de bordões de autoajuda.

A confiança é um ingrediente imprescindível, afinal, se não acreditarmos no que estamos fazendo, ninguém mais acreditará. No entanto, sem o entendimento mínimo de gestão, mercado e capacidade analítica, o destino do seu negócio provavelmente será a falência.

Dedique um tempo a estudar o mercado no qual pretende empreender. O pensamento empreendedor envolve olhar para o negócio não só visualizando as qualidades, mas enxergando as limitações e as possíveis barreiras que enfrentará.

Para ser bem-sucedido, o empreendedor precisa realizar o planejamento com empenho:

  • tenha metas de curto, médio e longo prazo;
  • defina o orçamento;
  • priorize os investimentos;
  • determine o fluxo mínimo que é preciso ter no caixa;
  • conheça os custos dos seus produtos e serviços;
  • analise a concorrência.

Esses dados permitem construir um planejamento robusto, que dará sustentação ao seu negócio.

Por que o pensamento empreendedor é importante?

Caso já tenha identificado alguns pontos nos quais havia pensado para abrir o seu negócio, esse é um bom sinal: significa que você já exercita o pensamento empreendedor. Ter a ótica de um empresário e trabalhar de forma séria e dedicada são elementos essenciais para que os resultados apareçam.

O pensamento empreendedor pode ser desenvolvido em todos. O conhecimento é um ativo intangível e, ao mesmo tempo, acessível universalmente. Com iniciativa e disciplina, é possível aprender sobre os mais variados assuntos e construir uma base que envolva diferentes áreas de um empreendimento.

A experiência será desenvolvida com o tempo, mas diante de um olhar cuidadoso e analítico movido pelo pensamento empreendedor, a empreitada tem tudo para dar certo. Além disso, existem ótimos consultores no Sebrae, por exemplo, que auxiliam nesse processo de entendimento de forma gratuita. Sendo assim, não hesite em procurar ajuda.

Quais são as 7 melhores práticas para desenvolver o pensamento empreendedor?

A seguir, confira sete dicas de como desenvolver o pensamento empreendedor, seja para começar o próprio negócio, seja para alavancar o seu empreendimento — ou mesmo visando a fomentar novas ações na empresa que dirige.

1. Invista na qualificação profissional

O desenvolvimento do negócio passa diretamente pelo aperfeiçoamento profissional. Se há condições de separar uma fatia do orçamento para fazer cursos de capacitação ou participar de eventos que reúnam palestrantes do seu ramo de atuação, por exemplo, não deixe de fazer esse investimento.

O dinheiro aplicado em qualificação não deve ser um custo. O retorno que a mentoria de um profissional capacitado e experiente pode dar para o seu negócio fará o preço desse serviço ser irrisório. Um alerta: tome cuidado com os “experts” que se lançam todos os dias nas redes sociais, mas nunca entregaram um resultado satisfatório em suas companhias.

Se você já tem uma graduação em áreas favoráveis ao empreendedorismo, como Administração e Contabilidade, estude a possibilidade de fazer uma pós-graduação ou uma MBA para se tornar um especialista na sua área de atuação. Especializações duram pouco tempo, aumentam sua rede de contatos e pesam bastante no currículo em processos seletivos e promoções.

Além disso, vá atrás de cursos livres e workshops, principalmente com certificações. Esse tipo de qualificação profissional, embora mais simples do que uma pós-graduação, também agrega bastante conhecimento e serve para deixar você atualizado sobre alguma tendência específica da área.

2. Adquira boas ferramentas

Contar com a tecnologia é uma forma de otimizar os negócios. Existem excelentes Softwares as a Service (SaaS) que auxiliam muito em setores como RH, cobranças, marketing digital e tantos outros. Pesquise bastante sobre as funcionalidades de cada programa e, se valer a pena, invista na aquisição de um.

Devido à popularização da internet banda larga, os serviços de tecnologia sofreram uma grande transformação. Os SaaS eliminaram os custos de adquirir uma licença. O que é comercializado hoje é a permissão de utilizar o programa, geralmente feita a partir de uma mensalidade acessível — e ainda é oferecido suporte 24 horas. Dessa forma, os custos com instalação e atendimento in loco são eliminados.

3. Olhe sempre para o mercado e para o seu negócio

Atentar às tendências é dever de todo empreendedor. Conhecer as novidades e vislumbrar as oportunidades é estar sempre à frente da concorrência. Não cometa o erro de olhar os resultados e acreditar que “em time que está ganhando não se mexe”. Esse ditado popular só serve para justificar a falta de criatividade.

Você não precisa ser disruptivo em tudo. Se o empreendimento está indo bem é porque existem muitos acertos, mas o pensamento empreendedor precisa da inquietação. Ao analisar o seu negócio de forma criteriosa e buscando pontos de melhoria, certamente vai encontrar processos que podem ser ainda mais eficientes.

4. Exercite o networking

Construir um networking ou uma “rede de contatos” é fundamental. Não olhe para o seu concorrente como um inimigo. Existe espaço para que todos consigam obter êxito no mercado.

Por meio de conversas e de um bom relacionamento, é possível construir soluções e, em conjunto, buscar descontos com fornecedores em comum, estruturar campanhas de marketing em parceria e tantas outras ações.

Faça contatos por onde passar. Participe de feiras, de rodadas de negócios e de encontros profissionais, aproveitando esses momentos para aumentar a sua rede de contatos. A troca de experiências permite aos empreendimentos crescerem e prosperarem. O networking é extremamente saudável e precisa ser exercitado.

Lembre-se de que é uma relação de troca. Isso significa que não é sobre sair ganhando, mas sim construir relacionamentos com profissionais da sua área, ter interesse pelo trabalho de outras pessoas, indicar os trabalhos delas aos seus contatos e dividir experiências. A consequência natural dessa prática são novas oportunidades no mercado de trabalho.

O LinkedIn é uma ótima rede social para construir e manter o networking. Nessa rede, você ganha visibilidade de empresas em busca de profissionais com seu perfil, além de compartilhar conquistas profissionais, interagir com colegas de trabalho e entender tendências da sua área de atuação.

5. Estabeleça metas

Faz parte do pensamento empreendedor ter uma visão positiva de longo prazo. Quem inicia um novo negócio precisa trilhar uma jornada cheia de incertezas e surpresas que podem arruinar expectativas e causar prejuízos financeiros. Inúmeras questões vem à mente de quem se coloca nesse risco, por isso é importante planejar metas com certa antecedência.

Prever o futuro não é possível, mas existem maneiras de definir quais serão os marcos da sua trajetória como empreendedor, as metas que podem levar seu negócio mais longe e permitir que suas expectativas sejam alcançadas.

Crie metas mensuráveis, baseando-se em números e indicadores de desempenho. Além disso, elas precisam ser alcançáveis e realistas acerca do negócio; e temporais, ou seja, com prazos bem estipulados para início e fim.

6. Trabalhe a automotivação

O seu negócio precisa naturalmente trazer motivação, vontade e inspiração de acordar mais cedo e dormir mais tarde. Se há preguiça, cansaço e incapacidade de progredir naquilo que importa, é hora de repensar seus caminhos. Afinal, a sua motivação é você quem faz.

É sua a responsabilidade de criar uma rotina diária capaz de estimular a automotivação. Por isso, mantenha-se em atividade. Por exemplo, quando a prática de exercícios físicos é regular, não é só a sua forma física que melhora, pois são liberados no corpo os “hormônios do prazer”, conhecidos como endorfina, serotonina, dopamina e ocitocina.

Depois de um tempo, após planejar metas, é normal aparecer a falta de motivação. Nesse momento, é importante se lembrar do motivo que deu início a determinado projeto. Além disso, a fim de evitar a sensação de esgotamento, permita-se ter períodos de descanso para aproveitar hobbies.

7. Explore outros pontos de vista

Uma das habilidades de um bom profissional é identificar oportunidades onde os outros não as veem. Isso é importante, por exemplo, na hora de ampliar o perfil de clientes do negócio, aperfeiçoar produtos e explorar novos nichos de atuação. Para exercitar essa habilidade, é preciso ir atrás de outros pontos de vista.

Quando você busca diferentes posicionamentos sobre um assunto, consegue torná-lo mais complexo e percebe que, assim como outros temas, nada será decidido do dia para a noite. Portanto, busque as contradições.

O pensamento empreendedor precisa estar no dia a dia de qualquer negócio. Independentemente de ser um microempreendedor individual, o gerente do mercado do bairro, o dono de uma microempresa ou de uma multinacional, todos que colocam em prática essas dicas mudam a forma de olhar para o negócio.

Se gostou deste conteúdo e quer continuar acompanhando novidades e dicas sobre crescimento profissional, siga o UniAcademia nas redes sociais — LinkedIn, Twitter, Facebook, Instagram e YouTube.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O ARQUIVO

Tags

No items found.
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.